Sobre o GT3 – Conteúdo Semântico

Escopo – GT3 Conteúdo Semântico

Padronização de métodos para representação e uso de conceitos, dados e conhecimento para saúde e assistência à saúde, incluindo padronização de:

  • Modelos formais para representação e descrição de conceitos;
  • Princípios para representação de conceitos dentro dos recursos terminológicos;
  • Princípios para a governança e manutenção de recursos terminológicos;
  • Métodos para representação e gestão do conhecimento;
  • Métodos para uso de recursos terminológicos e conhecimento em saúde e sistemas de assistência à saúde e em registros eletrônicos de saúde;
  • Porém EXCLUI o desenvolvimento e manutenção dos conteúdos de recursos terminológicos padronizados.

Normas já publicadas no Brasil

ISO-BR-TR-17119 Informática em Saúde – Framework para o Estabelecimento de Perfis em Informática em Saúde.
ISO-BR-TR-12309 Informática em Saúde – Diretrizes para a padronização internacional de terminologias de cuidado em saúde.
ISO-BR-TS-17117 (Atualmente em revisão no WG3) Informática em Saúde – Terminologia controlada relacionada à saúde – Estrutura e indicadores de alto nível.

A liderança do GT3 é formada por

Relatora: Márcia Elizabeth Marinho Silva
Assessora para Tecnologia da Informação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Analista de Sistemas, Servidora Pública Federal requisitada do DATASUS (Departamento de Informática do SUS), do Ministério da Saúde. Atuou na ANS como Gerente-geral de Informações e Sistemas e Gerente de Segurança e Tecnologia da Informação. No DATASUS, atuou como Gerente de Disseminação de Informações em Saúde. Possui graduação como Tecnóloga em Processamento de Dados pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1989), especialização em Saúde Pública e mestrado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004) e Doutorado em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Tem experiência nas áreas de Saúde Pública e Ciências da Computação, com ênfase em Modelos Analíticos e de Simulação, atuando principalmente nos seguintes temas: tecnologia da informação, SUS, informação em saúde, análise multi-critério e padrões para informática em saúde. Integra a Comissão Especial de Informática em Saúde da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT-CEE78), tendo atuado como coordenadora da comissão e como relatora dos GT de Segurança e Interoperabilidade. Atou no Grupo de Trabalho para Dados de Identificação de Pessoas da e-PING (Arquitetura de Padrões de Interoperabilidade para Governo Eletrônico).

Vice-Relatora: Deborah Pimenta Ferreira
Graduação em Medicina pela Universidade de São Paulo (1986), Residência Médica em Pediatria (1987-89) e em Informática Médica (1991-92), Especialização em Administração de Serviços de Saúde – FSP/USP (1992) e Doutorado pela Disciplina de Informática Médica da Universidade de São Paulo (1999). Atuou no Centro de Informática Médica do HCFMUSP (1993 a 2002); Hospital Municipal do Campo Limpo/PMSP (Pediatra 1990 a 1998; Gerente de Informações 2001/2002; Diretora Técnica 2003/2004). Atividades atuais: equipe de Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação, Secretaria Municipal da Saúde/SP, desde 2005; Núcleo de Informações e Controle – SPDM/Unidades Afiliadas, desde 2006 e médica consultora do Hospital Sírio-Libanês/SP, desde 2014. Tem experiência na área de Administração em Saúde, com ênfase em Sistema de Informações em Saúde, atuando principalmente em projetos de business intelligence (BI), terminologias em saúde, PEP, RES, DRG. Membro da Comissão de Estudo Especial de Informática em Saúde da ABNT (ABNT/CEE-IS), GT3, desde 2006, do qual foi relatora de 2012 a 2015.